Notícias
Expedição Safra encerra ciclo 2013/14 com evento em Curitiba
quinta-feira, 15 de maio de 2014

Com os índices da produção de soja e milho de verão consolidados em todo o Brasil, a Expedição Safra finaliza as sondagens de campo da temporada 2013/14, durante um evento especial que aconteceu na última quinta-feira (dia 8 de maio) em Curitiba. A conferência reúne autoridades e especialistas de todos os elos da cadeia produtiva para apresentação e análise dos números da temporada.

De acordo com os indicadores da Expedição, a colheita de soja atinge 87,1 milhões de toneladas. Ou seja, ultrapassa o recorde do ano passado em 5,2 milhões (t) ou 6%. Para o milho o cenário é de queda, devido à perda de área para a oleaginosa no verão. Considerando também a safra de inverno, que teve área reduzida diante de preços pouco remuneradores e problemas climáticos, o país está produzindo 75,5 milhões de toneladas do cereal em 2013/14. São 6 milhões (t) ou 7% a menos do que em 2012/13.

Soja e milho apontam para uma colheita nacional de grãos acima de qualquer outra já registrada. O país deve atingir 195 milhões de toneladas, considerando as 15 principais culturas. O agronegócio discute agora o que esses números representam e quais as tendências para 2014/15, com a perspectiva de nova expansão na área da soja.

O evento da Expedição Safra na capital paranaense também celebra o bom momento do mercado, onde os preços têm favorecido o produtor. A expectativa nacional, segundo os técnicos do projeto, é negociar com o mercado externo entre 45 e 48 milhões de toneladas de soja e 20 milhões de toneladas de milho. No caso da oleaginosa, o Brasil se consolida como líder mundial de exportação.

A Expedição percorreu, nesta safra, mais de 60 mil quilômetros em 14 estados brasileiros, nos Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Uruguai. Nos próximos meses, as equipes vão visitar portos do Arco Norte do Brasil, para discussões e reportagens sobre logística e infraestrutura, e irão até a África, em um roteiro especial que investigará potencial e demanda do continente africano.

Fonte: Gazeta do povo

quinta-feira, 15 de maio de 2014